DICAS

COMO CUIDAR DOS OUVIDOS E PREVENIR A OTITE NOS PETS

Coceira excessiva, vermelhidão na orelha e sacudir a cabeça de forma exagerada são alguns indícios de que o seu cão ou gato está com inflamação de ouvido – também conhecida como otite. Esse é um problema muito comum entre os pets. As otites felinas e caninas podem ser causadas por fungos, ácaros, bactérias ou, em alguns casos, sem agente infeccioso proveniente de alergias.

Outros fatores podem influenciar o aparecimento da otite, como a anatomia das orelhas do animal. Portanto, existem algumas raças predisponentes à doença. É o caso de cães com orelhas grandes e caídas, pois elas proporcionam um ambiente quente e úmido, propício para o desenvolvimento de agentes patogênicos. Cães com as orelhas em pé têm um contato maior com o ambiente externo, o que pode favorecer o aparecimento de otites. 

O que fazer para prevenir essa doença?

- Mantenha as orelhas do animal sempre higienizadas e limpe-as pelo menos uma vez por semana. Caso o seu cão ou gato tenha muitos pelos na região interna das orelhas, o ideal é levá-lo a um pet shop para realizar o procedimento.

- Enxugue bem as orelhas após o banho do pet, pois a umidade favorece a proliferação dos agentes infecciosos.

- Escolha um bebedouro adequado para evitar o contato das orelhas do animal com a água.

Caso o seu animal esteja com algum dos sintomas da otite, procure um veterinário para realizar a avaliação e diagnosticar a doença. O tratamento consiste em medicamentos específicos que garantem o reestabelecimento da saúde do animal.