DICAS

DOENÇA PERIODONTAL: O QUE É? COMO PREVENIR?

Seu pet tem mau hálito? Os dentes dele apresentam manchas marrons ou amareladas? Se a resposta para estas perguntas for sim, atenção: seu cão ou gato pode estar acometido pela doença periodontal, um mal que atinge 80% desses animais adultos e pode gerar sérias complicações, como perda de dentes e migração de bactérias para órgãos vitais (coração, fígado, pulmão e rins, por exemplo).

A doença periodontal se inicia com o acúmulo de bactérias na superfície dos dentes - levando ao surgimento do tártaro - e progride para os tecidos de sustentação que formam o periodonto (gengiva e osso alveolar). Essa patologia tem caráter progressivo, ou seja, se não for tratada, ela regride. É uma doença perigosa, já que os sinais são quase invisíveis. Em muitos casos, o tutor não percebe que o animal está doente porque as lesões ocorrem sob a gengiva. O mau hálito é o principal indício da doença periodontal no pet.

A enfermidade pode atingir cães e gatos de qualquer idade. No entanto, quanto mais velho for o animal, maior é a chance de ele apresentar a doença, cujo risco vai além da boca: as bactérias que se encontram neste local podem entrar na corrente sanguínea, o que pode causar doenças graves nos órgãos vitais e nas articulações.

Sintomas da doença periodontal

- Halitose (mau hálito)

- Sangramento e inflamação da gengiva (gengivite)

- Mobilidade dentária

- Alteração na coloração dos dentes

- Perda espontânea de dentes

- Falta de apetite

- Dificuldade de mastigar o alimento

- Salivação excessiva

- Perda de peso

Como prevenir?

A melhor forma de prevenir a doença periodontal é através da escovação dentária, que deve ser realizada diariamente já nos primeiros meses de vida do pet utilizando escovas e cremes dentais próprios para animais. Além disso, é recomendada a limpeza para retirada de tártaro, procedimento que deve ser feito pelo médico veterinário uma vez por ano.

Outro fator que contribui para a prevenção dessa patologia é a alimentação, já que ela interfere de forma mecânica e química nos dentes do animal. A Quatree disponibiliza no mercado a linha de alimentos Super Premium, que possui em sua formulação o hexametafosfato de sódio, um componente que auxilia na redução da formação de tártaro.

Tratamento

Uma vez que o pet foi acometido pela doença, o tratamento só pode ser realizado cirurgicamente, portanto, somente pode ser feito por um médico veterinário. Utilizando anestesia geral, o profissional vai remover o tártaro presente nos dentes do animal. Caso a doença tenha comprometido os tecidos de sustentação, é necessário fazer a extração do (s) dente (s).

Uma boa saúde dentária reflete em uma boa saúde física para seu cão ou gato. Por isso, fique atento aos sinais da doença periodontal. Caso seu animal apresente algum deles, procure um médico veterinário imediatamente.