DICAS

VACINAS PARA GATOS: QUAIS SÃO E QUANDO DEVEM SER TOMADAS?

Você conhece a importância de vacinar o seu bichano e manter o cartão de vacinas dele em dia? A imunização periódica assegura a saúde do animal e de todos que convivem com ele, já que previne a ocorrência de doenças que podem ser fatais para gatos filhotes e adultos.

Para ser vacinado, o felino precisa estar saudável, sem apresentar febre ou diarreia, e deve ter sido vermifugado previamente. A definição das vacinas, bem como o intervalo das aplicações, devem ser indicadas pelo médico veterinário, que vai avaliar o estilo de vida do gato, as particularidades da raça, histórico familiar e habitat. Contudo, em qualquer protocolo de imunização deve constar as aplicações das vacinas Polivalente - disponível nas versões Tríplice (V3) e Quádrupla (V4) - e Antirrábica.

A vacina Polivalente é diferenciada pelo número de antígenos que contém. A Tríplice (V3) protege o bichano de três doenças: Calicivirose, Panleucopenia e Rinotraqueíte, que é bastante comum nos lares brasileiros. A Quádrupla (V4), além de evitar as patologias citadas anteriormente, também imuniza o animal contra a Clamidiose. Já a vacina Antirrábica protege o felino contra a Raiva, uma zoonose muito grave, ou seja, doença que pode ser transmitida para o ser humano.

Mas, quando o gato deve receber essas e outras vacinas? Não é recomendada a imunização do felino com menos de 45 dias. Nessa idade, o filhote conta com os anticorpos do leite materno, e estes podem interferir na eficácia das vacinas. Portanto, o programa de vacinação do gatinho deve ser iniciado após ele completar seis a oito semanas de vida.

Normalmente, o esquema vacinal utilizado para os filhotinhos é:

  • A partir dos 45/60 dias - Múltipla Felina (Tríplice ou Quádrupla)

  • 21 a 30 dias após a primeira dose - reforço da Múltipla Felina (Tríplice ou Quádrupla)

  • 21 a 30 dias após a segunda dose - reforço da Múltipla Felina (Tríplice ou Quádrupla)

  • A partir de 4 meses - Antirrábica

Para gatos adultos que nunca foram imunizados ou filhotes que já passaram da época de vacinação, a orientação é que eles recebam duas doses da vacina Múltipla - com intervalo de 21 dias entre elas - e uma dose da Antirrábica. Esse mesmo procedimento é válido para felinos sem histórico conhecido.

Mesmo após seu bichano se tornar adulto, é muito importante a revacinação anual, ou seja, que ele receba doses de reforço das vacinas. Desta forma ele continuará protegido das doenças.

É necessário saber que qualquer imunizante pode causar reações adversas no animal, como dores no local da aplicação, febre e mal-estar. Também podem ocorrer reações alérgicas, causando coceira e inchaço no rosto. Portanto, fique atento ao seu gatinho. Se ele apresentar alguma reação ou comportamento anormal, comunique imediatamente o médico veterinário de confiança.