DICAS

VAI VIAJAR? SAIBA ESCOLHER O MELHOR LUGAR PARA DEIXAR SEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO

Quando chegam as férias de julho, muita gente se programa para viajar com a família. É hora de relaxar, levar as crianças para se divertirem e recarregar as energias. Mas, e quando na família tem um bichinho de estimação que não cabe no pacote de viagem? O que fazer? Procurar um hotel especializado em animais, deixar com o vizinho ou alguém conhecido? Essas podem ser ótimas opções, desde que todas as condições oferecidas sejam bem avaliadas para o bem estar do seu animal. Algumas dicas podem ajudá-lo neste momento de separação do seu bichinho.

Se a primeira opção for a escolhida, o melhor é você pesquisar sobre o lugar para deixar o seu pet. Vá lá pessoalmente, nunca combine somente por telefone. Conheça o hotel, verifique se as instalações estão limpas e seguras. Converse com o veterinário responsável para saber sobre as normas estabelecidas, principalmente se é exigido o cartão de vacinas do animal que ali se hospeda. Certifique-se também se todos os profissionais são capacitados. Lembre-se de que, proteger a saúde do seu bichinho é muito importante.

Veterinários recomendam que o animal de estimação deva estar com a vacinação sempre em dia. Neste caso de contato com outros animais, o ideal é vacinar os cães contra a traqueobronquite, mais conhecida como “tosse dos canis”.  Neste momento, é importante também proteger os animais contra as pulgas e carrapatos.

Para que seu animal se sinta acolhido, avise aos profissionais sobre alguma particularidade, como, a melhor ração, banho de sol, entre outros. Desta forma, os dias sem o dono se tornarão menos dolorosos. É relevante verificar também, sobre a separação destes animais (pequenos, grandes, dóceis e agressivos), para que não haja brigas e fiquem todos bem alimentados.

A segunda opção deve ser avaliada com cautela. Cuidar de um animal não é uma tarefa fácil.  Avalie as condições da pessoa para saber se realmente ela conseguirá cuidar de seu pet e se ele não será um incômodo durante alguns dias. Para isso, sugira para que a pessoa se acostume com o animal dias antes da viagem, mesmo que seja alguém da família. Explique sobre a alimentação de seu bichinho. Deixe claro o que ele come e a importância da rotina para que não passe mal. Os animais tendem sentir solidão pela falta do dono. No novo ambiente ele precisará também de atenção e cuidados.

Deixá-los sozinhos não é aconselhável. Os cachorros precisam de cuidados diários, já os gatos, ficam bem durante uns dois dias apenas. O animal sozinho precisa do acompanhamento de um responsável, que vá lá e coloque ração e água. Em hipótese alguma é aconselhável deixar a vasilha cheia até a volta. A ração é um alimento perecível e as matérias primas utilizadas na sua produção, por serem ricas em nutrientes, servem como substrato para o desenvolvimento de fungos. A vasilha de água também pode virar e seu animal ficar com sede. 

O que é esperado durante este período de separação dos bichos de estimação é que eles fiquem bem tratados, recebam carinho e se sintam bem até a volta dos donos. Aonde deixá-los vai depender da escolha de cada um e a forma de adaptação do animal. O importante é que a viagem seja prazerosa, e que o período de férias seja de tranqüilidade, tendo a certeza de que seu pet estará bem. 

Analise, faça a escolha certa e divirta-se. Boas férias!

Cristina Couto